quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Sou tudo que há vida em mim.

Um suspiro, um sorriso

Um aconchego.

Tudo que, inevitavelmente, me transforma humana

Que me encanta, e abre os caminhos para a imaginação.

Um antes, um agora, um depois

Mistura entre verdade e conto,

Desejos e sonhos.

Dispersa, descontraída, controladora, obcecada

Tímida, sagaz, envolvente, e acima de tudo

Uma mudança tenra entre o ser e o crescer.


3 comentários:

  1. Garota...vc tem talento !

    bjooooo

    ResponderExcluir
  2. Excelente, excelente mesmo! Tem vida, tem pulso, tem sangue, tem ossos, tem humanidade... belo texto!

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Eu sou a poesia que se perdeu no vento.